+351 918 838 788

info@clinicaalexandrerovisco.com

Dermaroller

O que é?
 
. O nome da técnica é "terapia de indução de colageneo por microagulhamento" e ficou conhecida popularmente como dermaroller (marca mais famosa que fabrica o aparelho utilizado);
 
. A técnica de microagulhamento compreende promoção de milhares de micropunções com agulhas de calibre mínimo (0,5 a 2mm) sobre a pele sã;
 
1) Criação de pequenos canais através da camada córnea da pele, aumentando em mais de 10.000 vezes a absorção dos produtos aplicados sobre ela;
2) Produção endógena de colágeno e regeneração tecidual.
 
. Através destas micropunções, observa-se o desencadear de dois principais efeitos sobre o organismo:
 
. Idade mínima: não há na literatura nenhuma referência a um mínimo de idade necessário, porém, como em todos os tratamento estéticos invasivos, é preferível fazer apenas após a maioridade ou, caso estejam acompanhados de responsáveis maiores de idade, à partir dos 16 anos.
 
Indicado para:
 
. Rejuvenescimento facial;
. Diminuição de rugas e linhas de expressão;
. Tratamento de acne não inflamatória e de cicatrizes de acne;
. Tratamento de cicatrizes;
. Celulite;
. Estrias;
. Alopécia (queda de cabelo).
 
Periodicidade de Aplicação
 
As aplicações devem ser realizadas entre 21 e 28 dias em função de este ser o tempo do ciclo de produção de novo colagéneo (visto que este é o principal objectivo da técnica).;
 
Cuidados a ter
 
Logo após o procedimento deve-se evitar o uso de cosméticos (exceto àqueles orientados pelo médico que realizou o procedimento) assim como se deve evitar a exposição solar nos primeiro 3 a 5 dias. O uso de fotoproteção é essencial (factor 50), assim como em todas as outras técnicas de tratamentos estéticos (devemos lembrar que o uso de protetor solar deve existir independente de qualquer que seja o tratamento).
 
Vantagens
 
. Aumento da produção de colágeneo;
. Suavização de cicatrizes;
. Realinhamento e restauração das ligações (pontes) antigas de colageneo;
. Preservação da epiderme durante o procedimento;
. Não causa dano permanente à pele;
. Pode-se controlar a dor durante o procedimento;
. Não causa sangramento importante;
. Baixo risco de infecção
. Ausência de risco de causar discromias
. Após 24-48 horas do procedimento, pode-se aparecer em público sem que se perceba a realização do procedimento
. Necessita de apenas 3-5 dias de afastamento total ao sol;
 
Contra-indicações
 
.  Como em todo procedimento há contra-indicações com as quais devemos estar atentos. Podemos citar a presença de lesões cancerígenas, verrugas, hiperqueratose solar, psoríase, infecção no sítio de aplicação (ainda que sejam lesões acneicas infectadas), herpes ou acne ativa, uso de anticoagulantes e distúrbios de coagulação;
 
. Apesar de não ser contra-indicação, evito o uso em diabéticos e imunodeprimidos em função da maior facilidade de adquirirem infecção.
 
Local de Aplicação
 
. O Procedimento é realizado em caráter ambulatorial, clínicas e consultórios, não necessitando de centro cirúrgico ou ambiente hospitalar para a sua aplicação;
 
. Deve ser realizado por médico habilitado a realizá-lo, pois apesar de parecer de simples aplicação, trata-se de uma procedimento invasivo, onde há lesão de camadas da epiderme e agressão da derme;
 
. Podemos considera-lo um tratamento seguro, desde que aplicado por profissional habilitado e com a devida técnica necessária;
 
Risco de contaminação
 
Como em todo procedimento que causa invasão e contato com a derma, caso não sejam tomadas as medidas de antissepsia e caso o procedimento não seja realizado com técnica asséptica, pode sim ocorrer infecção, principalmente em indivíduos imunossuprimidos, diabéticas e caso haja infecção prévia no sítio de aplicação.
 
Dor
 
Como trata-se da aplicação de agulhas, o procedimento causa dor. Por isso, utilizamos de técnicas de analgesia e anestesia locais para que o paciente não sinta dor durante o procedimento. Isto faz com que o paciente fique confortável e sem dor durante a aplicação.
 
Dermaroller em casa
 
. Existem alguns modelos de aparelhos de microagulhamente facial que podem ser utilizados em casa. Estes aparelhos possuem agulhas menores que não penetram as camadas mais profundas, aumentando, principalmente, a capacidade de penetração de agentes através da pele. Estes aparelhos são seguros e fabricados para uso domiciliar, podendo, inclusive, serem utilizados semanalmente;
 
. Alguns modelos mais modernos incluem nos aparelhos domiciliares um sistema elétrico que faz com que o aparelho vibre durante a aplicação, melhorando (segundo o fabricante) o efeito e a ação do mesmo.
 

« Voltar