+351 918 838 788

info@clinicaalexandrerovisco.com

FAQ

Questões frequentes

Parti a minha prótese dentária. É possível consertá-la no mesmo dia?

Terá sempre que consultar o especialista para que consigamos dar uma resposta. O conserto da prótese vai sempre depender de vários factores (tipo de prótese, estado de danificação, disponibilidade do laboratório, etc).
Para este efeito marque a sua consulta de urgência através dos contactos disponíveis.

A clínica tem acordos?

Queremos que os tratamentos que prestamos tenham a maior qualidade possível, investimos em bons materiais e instrumentos. Apesar de não termos acordos com seguradoras, detemos parcerias com várias entidades sediadas na nossa zona, proporcionando, assim, aos seus sócios e/ou utentes, diversos descontos em tratamentos dentários.
 
Uma outra alternativa para ter acesso aos nossos serviços de uma forma mais económica é aderindo ao nosso Cartão da Clínica. Poderá saber mais sobre as vantagens deste Cartão no nosso site ou junto do nosso espaço físico.

O que é um implante dentário?

Os implantes mimetizam a função da raíz natural dos nossos dentes e consistem numa raíz artificial (parafuso) de titânio, material compatível com os tecidos vivos. Esta raiz irá, posteriormente, suportar uma coroa, que é a porção visível do implante dentário.
 
Este é um processo faseado em que, primeiramente, se coloca o implante. Após um período correspondente a cerca de 4 meses (tempo de integração do implante no osso), colocamos a coroa definitiva. Durante o tempo de cicatrização, dependendo da zona em que é colocado o implante, o paciente poderá colocar uma coroa provisória, mantendo, portanto, a zona reabilitada e estética.
 
A colocação de implantes dentários é indolor e não é um procedimento complexo que necessite de anestesia geral. Temos na clínica uma equipa experiente neste tipo de cirurgia, pronta para o receber e para o acompanhar antes, durante e depois da mesma.
 
Nem todos os pacientes estão aptos para a colocação de implante. Para podermos apurar o seu caso, recomendamos que nos visite para uma primeira consulta de Implantologia. Nesta consulta será observado e ser-lhe-ão prescritos dois exames imagiológicos para se poder avaliar existência de osso suficiente em altura e largura para a colocação do(s) implante(s), bem como de espaço para a(s) coroa(s) que irão assentar sobre o(s) mesmo(s).
 
A causa mais frequente de insucesso é a presença de periodontite nos dentes adjacentes à zona a reabilitar. Esta situação pode desencadear o aparecimento de peri-implantes infecções que provocam desmineralização óssea em torno do implante e sua consequente perda.

Estou grávida e noto que as minhas gengivas agora sangram com mais facilidade. Porquê?

A gravidez é um fenómeno que, entre outras coisas, acarreta algumas alterações hormonais que originam inflamação gengival e sangramento. Esta situação pode agravar se não houver uma higiene oral cuidada.

O que é a periodontite?

A periodontite é uma doença que afecta a estruturas que suportam os dentes, há reabsorção do osso e, se não tratada, pode levar a mobilidade e consequente perda de elementos dentários. Atualmente a periodontite não tem cura mas existem tratamentos que podem estagnar a sua evolução e evitar que o processo de perda óssea evolua.

Com que idade devo levar o meu filho a uma consulta de Medicina Dentária?

Deve levar o seu filho à primeira consulta no tempo que dista entre a erupção dos primeiros dentes decíduos/"de leite" e a altura em que a criança fizer 1 ano de idade.

Quais os efeitos do tabaco na saúde oral?

Aparecimentos de manchas causadas pela nicotina e alcatrão contidas no tabaco; Boca seca e mau hálito; Maior incidência de inflamação gengival. Se é fumador, aconselhamos a ter uma higiene oral muito dedicada e a marcar uma consulta para que lhe sejam aconselhadas medidas de prevenção contra os problemas de saúde oral que o tabaco implica.

Não tendo queixas, com que regularidade devo ser observado?

Se não tem nenhuma queixa, deve ir a uma consulta de Medicina Dentária com a frequência de duas vezes por ano. Assim, o médico dentista pode atualizar o seu plano de tratamento, fazer uma destartarização, bem como detetar e tratar, atempadamente, patologias que, mais tarde, poderiam originar dor e necessitar de tratamentos mais invasivos. O melhor tratamento é, sem dúvida, a prevenção.

Até que idade posso colocar aparelho dentário?

Desde que as estruturas que envolvem os dentes não estejam comprometidas, a colocação de aparelho dentário é possível em qualquer idade

Quando devem ser extraídos os dentes do siso?

Os dentes do siso podem estar totalmente erupcionados, semi-erupcionados ou inclusos. Os dois últimos casos devem-se, frequentemente, a falta de espaço na arcada. Nos sisos semi-erupcionados, os dentes estão parcialmente cobertos por gengiva, que vai ter tendência a alojar restos alimentares, o que vai provocar inflamação e formação de bolsa.
 
Os sisos inclusos não são visíveis a olho clínico pois não chegaram a erupcionar. É comum estarem alojados no osso com uma má posição, podendo afectar as raízes dos dentes vizinhos e/ou originarem infecções. Pelas razões aqui enumeradas, é aconselhável a extracção dos dentes do siso semi-erupcionados e inclusos.
 
Também os sisos totalmente erupcionados devem ser extraídos. Isto porque se localizam numa zona muito posterior que dificilmente é higienizada, são muito passíveis de formar cárie dentária, constituindo um foco de bactérias na boca, sendo possível o contágio dos dentes vizinhos. Salvo algumas excepções, são dentes que não são necessários para a mastigação, tão pouco entram na oclusão dos maxilares.

« Voltar